Luzes e Mechas 3D: Segredos e Dicas

Se você está em busca de novidades para renovar os seus cabelos, deixá-los ainda mais bonitos e com um ar bem moderninho, as luzes e as mechas 3D podem ser aquilo que você procurava. Isso mesmo, 3D e não tem nada a ver com o cinema ou filmes de ação, a escolha do termo é porque para realizar o efeito são usadas 3 tonalidades de tintas diferentes. O resultado é um cabelo com a sensação de mais movimento. E uma das principais vantagens das luzes ou mechas 3D é que não são feitas partindo da raiz, que acaba te escravizando, uma vez que é preciso retocá-la constantemente. Essa técnica facilita a vida porque a coloração começa com uma boa distância da raiz, mantendo os cabelos novos na cor original. Se você quer uma definição mais profissional, os cabeleireiros costumam definir as luzes e mechas 3D como as “luzes esfumaçadas que causam efeitos interessantes de várias tonalidades”. Eles acrescentam ainda, que usar esse tipo de técnica com um corte repicado, valoriza mais a cor dos cabelos, “ quanto mais desconectado o cabelo, mais ficará em evidência as mechas”. Uma boa notícia a respeito das luzes e das mechas 3D é que a técnica pode ser usada tanto por quem tem os cabelos curtos ou longos, o efeito é o mesmo.

Imagem de Amostra do You Tube

Como são Feitas as Luzes e as Mechas 3D

A técnica consiste em criar as mechas em diagonais, quanto mais irregulares melhor. Para isso são usadas 3 tonalidades de tintas, obviamente, distintas da cor dos cabelos. A coloração começa forte nas pontas e depois segue esfumaçada nos fios em direção a raiz. O que significa que deve ir clareando gradualmente e não poderá chegar no tom forte na raiz. Para ficar bem natural é bom chegar com o efeito esfumaçante bem perto da raiz, porém, você também pode optar por deixá-la bem diferente do resto dos fios. Veja bem, estamos falando de mechas e técnica 3D, o que significa que a aplicação das tonalidades serão feitas uma de cada vez da mesma forma que foi feita a primeira descrita anteriormente. Você já está imaginando o quanto o seu cabelo pode ressacar usando 3 tintas não é mesmo? Para evitar um grande dano aos fios, muitos cabeleireiros usam na hora do procedimento, mistura a tinta com óleo de argan (pouco).

Imagem de Amostra do You Tube

Quem Pode Fazer as Luzes e Mechas 3D

Como já foi falado é uma técnica que pode ser usada tanto em cabelos longos como curtos e será o corte de cabelo que fará com que as cores apareçam mais ou menos. Porém, as luzes e mechas 3D quando o assunto é cor de cabelos é mais adequado para as loiras, aquelas com tonalidade avelã, mel ou dourada. O que não quer dizer que as morenas não podem entrar no clima 3D, nesse caso, os cabeleireiros aconselham mechas com os tons: vermelho, marrom e cobre. Uma outra opção para fazer a tintura é usando: tabaco, avelã e chocolate. No caso das negras, as melhores cores são: cobre, vermelho e chocolate.

Os Cuidados Para o Depois de Fazer as Luzes e Mechas 3D

Como qualquer procedimento com produto químico, as luzes e mechas 3D podem danificar os seus fios e por isso, alguns cuidados são importantes para tratá-los e para manter a cor. Uma das primeiras dicas que os cabeleireiros nos dão é de usar shampoo e condicionador específicos para cabelos coloridos. A diferença desses produtos é porque eles contêm PH mais ácido, o que significa que ajudam fechando as escamas dos fios e nesse caso, a descoloração leva mais tempo para acontecer. A segunda dica é fazer uma hidratação a cada 15 dias, seja em casa ou no salão, é preciso dar os nutrientes que os fios perderam com a ação da química. Agora que você já sabe todos os segredos das luzes e mechas 3D. Que tal entender melhor qual a diferença entre luzes e mechas? Se você entra em um salão e diz que quer fazer luzes 3D, significa que você quer colorir pequenas partes dos seus cabelos. Além disso, se entende por luzes deixar os fios o mais próximo da aparência natural possível. A tintura tem que parecer um efeito de quem ficou muito tempo exposto ao sol. Normalmente, a quantidade de cabelos pintadas no processo de luzes é de 1 cm de espessura em cada grupo de fios. Segundo os cabeleireiros, é a melhor técnica para quem quer valorizar mais o corte.

Os Cuidados Para o Depois de Fazer as Luzes e Mechas 3D

Os Cuidados Para o Depois de Fazer as Luzes e Mechas 3D

E ainda tem o reflexo, que seria a segunda técnica depois das luzes, em relação a quantidade de cabelos pintados. Nesse caso, o efeito da tintura é muito mais visível do que nas luzes e não tem nada de natural. Os cabeleireiros aconselham fazer o reflexo quando a ideia é disfarçar os cabelos brancos. As mechas por sua vez são aquelas que aparecem mais, que devem iluminar o rosto e por isso, para fazê-las o cabeleireiro pega a cada grupo, uma quantidade de fios que fique entre 1,5 e 2 centímetros. Elas também são usadas quando uma pessoa quer descolorir os cabelos, mas os cabeleireiros alertam, é um método que resseca muito as madeixas. O tipo de mechas mais escolhidas no momento são as 3D, técnica também muito usada com as luzes, porém existem outros tipos de mechas que fazem o maior sucesso e garantem um visual bem bacana. A californiana é uma delas, que produzem um efeito natural do sol, os cabelos são pintados somente nas pontas (ideal para mulheres loiras). Um outro tipo de mechas interessante é a chamada ombre hair, a coloração começa a partir do metade do comprimento dos cabelos e não chega nas pontas, deixando a raiz na cor natural dos fios e também a base. O efeito é degradê e pode ser feito por quem tem qualquer cor de cabelo. E uma outra opção para quem não quer fazer as mechas 3D são as mechas invertidas, também adequadas as mulheres loiras, principalmente aquelas com os cabelos muito claros. O nome invertida é porque ao invés de fazer uma coloração clara, são feitas mechas com um tom mais escuro.

2 comentários

  1. PERFEITAS!Sem sobra de duvidas uma grande pedida,para ficar linda é arrasar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>