O Metabolismo e a Perda de Peso

Muitas pessoas que estão acima do peso e não conseguem colocar no ponteiro da balança o que eles consideram ideal, culpam o tal “metabolismo” dizendo que ele é lento demais. Ele seria mesmo o grande responsável pela dificuldade de se perder peso?

É verdade sim, que algumas pessoas têm mais facilidade para perder peso do que outra e isso tem a ver com o metabolismo, que elimina a gordura mais facilmente ou mesmo, lentamente.

O Que é Metabolismo?

No nosso organismo, o processo que os nutrientes dos alimento que ingerimos passam e outras substâncias é promovido pelo metabolismo. Graças a isso é que ele tem energia para ficar funcionando.

Em uma linguagem mais objetiva, metabolismo é o quanto de calorias que são queimadas. Ele se divide em anabolismo, que produz substâncias e compostos e catabolismo, as reações que degradam dos componentes menores, as substâncias.

Para se ter uma ideia, entre 60% e 70% da energia que é consumida por uma pessoa durante um dia é só para manter as funções vitais, como manter o copo na temperatura certa, os batimentos do coração, etc. Essa função é chamada de metabolismo basal.

Já entre 10% a 20% do consumo da energia total são usados no gasto termogênico do que foi ingerido, na prática, o que o corpo recebe de quando se mastiga até o organismo fazer a absorção total.

Vários fatores influenciam no funcionamento do metabolismo, tais como a idade, a altura, o peso, a genética, o sexo, a prática de exercícios e a temperatura ambiente. Considerando todos eles, algumas pessoas vão gastar menos ou mais energia e por isso, algumas são magras mesmo comendo de tudo, enquanto outras, ganham peso com um simples chocolate.

Os Fatores Que Afetam o Funcionamento do Metabolismo

A grande parte da taxa metabólica é determinada de acordo com a genética, bem 80% e os 20% restantes são relacionados aos fatores que foram citados anteriormente. O que significa que 80% do metabolismo não pode ser alterado, você tem outros 20% para acelerar e conseguir perder peso. Mas, observe os seguintes fatores:

1- Tecido Muscular: as pessoas que possuem mais músculos desenvolvido tem um gasto calórico mais rápido e maior, não importa os demais fatores, como idade, por exemplo.

2- Alimentação: quando se consome muito açúcar depois da refeição, você está causando problemas para a digestão de proteínas e também para de gorduras. Isso porque o organismo faz a digestão do açúcar mais rapidamente e fazendo com que outros alimentos fiquem para depois. Sendo assim, com bem pouco tempo, você sentirá fome novamente.

O mesmo acontece se o consumo logo após a refeição for de algum tipo de produto com farinha branca, como bolos e pães.

Atenção também ao consumo de produtos gordurosos, porém, não se deve reduzi-los em excesso, pois o organismo ficará com deficiência do nutriente que ele oferece e diminuirá a produção de alguns hormônios, em consequência, diminui-se o metabolismo.

Gorduras que fazem bem são recomendadas, como castanhas e nozes e a do azeite de oliva.

3- A frequência das refeições: determinar o tempo entre uma refeição e outra é muito importante para o bom desenvolvimento do metabolismo. Quanto mais tempo você ficar sem comer, mais lento será o seu metabolismo, ele vai diminuir para guardar energia. Se esse tempo for longo demais, o corpo vai buscar a energia consumindo o seu próprio tecido muscular.

4- Atividade física: é essencial para o bom funcionamento do corpo, ginástica localizada ou musculação associada ao exercício aeróbico. A regularidade dos exercícios ajudam a transformar a gordura em energia, sendo assim, não será produzido o hormônio insulina que auxilia a engordar. Porém, a atividade física só tem efeito se for regular e que a alimentação esteja suprindo o gasto calórico.

5- Beber muita água é importante. Se trata de um líquido fundamental, que leva os minerais, as vitaminas e os hormônios para eliminar as toxinas através do trânsito intestinal. Quando falta água, o metabolismo fica desacelerado. O ideal é que o consumo de água diário seja de 1 litro, pelo menos.

6- Sexo: o homem naturalmente, tem o metabolismo mais acelerado do que a mulher, pois eles possuem uma proporção maior de massa muscular e menos gordura do que o sexo feminino. Por isso, as mulheres precisam praticar exercícios físicos para ganhar massa muscular.

7- Idade: Depois dos 30 anos, não tem jeito, o metabolismo naturalmente fica mais lento, porém, segundo pesquisas, isso tem mais a ver com os hábitos das pessoas, que ficam mais sedentárias. Em consequência, a massa muscular vai sendo perdida gradualmente.

8- Temperatura ambiente: o corpo consome mais energia nos dias frios para se manter aquecido.

Dicas Para Acelerar o Metabolismo e Perder Peso

  • Faça entre 5 e 6 refeições diárias.
  • Coma devagar e mastigando bem.
  • Reduza o consumo de farinhas refinadas, alimentos ricos em açúcar e gordurosos.
  • Consuma alimentos ricos em fibras, como verduras e frutas, entre outros.
  • Pratique exercícios, 3 vezes por semana, aeróbicos, principalmente.
  • Não pule nenhuma das refeições do dia e nem faça dietas rígidas.
  • Cuidado com as dietas sem orientação ou aquelas que são usadas inibidores de apetite, elas costuma causar o que os médicos chamam de depressão do metabolismo basal e o organismo irá reagir preservando as calorias. Na prática significa que ele vai guardar a gordura corporal e ao invés de perder, você vai ganhar peso.
  • A boa dieta é aquela equilibrada do ponto de vista dos nutrientes e calorias que serão consumidos, que diga-se de passagem, o que serve para uma pessoa não necessariamente serve para outra. É importante, então, fazer esse tipo de dieta com a ajuda de um profissional, um nutricionista. Através de exames, ele indicará o que é bom para o seu organismo.
  • Em linhas gerais, os médicos aconselham entre 5 a 6 refeições diárias, pequenas e com uma boa redução do que for calórico. O cálculo será de 500 gramas de peso perdido a cada semana, e que deve ser mantido, seguindo os bons hábitos adquiridos. Se voltar aos velhos hábitos, o peso tende a voltar de novo.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Corpo

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.